DataMatrix – Um Dia Você Irá Precisar!

Desenvolvimento de Etiquetas com Impressoras Zebras
29 de novembro de 2016
Qual é o seu melhor produto?
16 de janeiro de 2017
Show all

DataMatrix – Um Dia Você Irá Precisar!

Scanning advertising with QR code on mobile smart phone.

“Frequentemente vejo as empresas discutindo sobre a possibilidade de usar códigos de barras durante seus processos…”

Amigos,

Frequentemente vejo as empresas discutindo sobre a possibilidade de usar códigos de barras durante seus processos. Existem inúmeros padrões de código de barras no mercado, sendo o EAN/UPC o mais difundido. É o código que você encontra em quase todos os produtos e que os leitores de supermercado utilizam em seus caixas.

Devemos entender que o código de barras surgiu inicialmente com a finalidade de identificação, mas atualmente é possível utilizá-lo para outras finalidades e é sobre isso que vamos discutir.

Há alguns anos estávamos atendendo uma distribuidora de medicamentos e materiais hospitalares e discutíamos sobre as dificuldades da rastreabilidade dos produtos. Na época, a ANVISA determinava que os distribuidores deveriam rastrear a entradas dos produto e o destino, sendo que o padrão de etiqueta estudado na época era o GSI-128. Para quem não conhece o GSI-128, ele é um código de barras com um tamanho significativo e a etiqueta necessária para sua impressão tem uma dimensão considerável. Segundo a definição do Wikipédia:

“GS1-128 anteriormente intitulado de UCC/EAN-128 é um tipo de código de barras linear alfanumérico (Código de Barras GS1-128 (AI’s GS1), 2008) que representa Identificadores de Aplicação e permite a inserção de uma maior quantidade de informação e dados adicionais assim como números de série, datas de validade, ou medidas e também de algo muito importante como o número de lote de produção (Especificações Técnicas, 2008). É um tipo de simbologia de identificação de produtos com maior necessidade de serem rastreados e que é especialmente de utilização logística e para produtos hospitalares.”

Segue abaixo um exemplo:

Como podemos perceber ele tem um tamanho considerável, o que levava a um outro problema para nosso cliente: o tamanho da etiqueta em alguns casos era maior que o próprio tamanho da embalagem do produto.

Como nossa função é prestar um atendimento personalizado para cada cliente, começamos a buscar uma solução para a rastreabilidade desses produtos e identificamos que a melhor solução seria usar um código de barras denominado Data Matrix. Segundo o Wikipédia “Um Data Matrix é um código de barras bi-dimensional que consiste em “células” nas cores preto e branco ou módulos organizados em qualquer padrão quadrado ou retangular. As informações a serem codificados podem ser textos ou dados brutos. Normalmente o tamanho de armazenamento é de alguns bytes até 1556 bytes. O tamanho dos dados codificados depende da dimensão do símbolo usado. È possível utilizar códigos de correção de erros para aumentar a força do código: mesmo que estejam parcialmente danificados, eles ainda podem ser lidos. Um código de barras Data Matrix pode armazenar até 2.335 caracteres alfanumérico. ”

Continuando na definição do Wikipédia,”A aplicação mais usual para o Data Matrix é marcar produtos de pequeno porte, devido à capacidade do código para codificar cinqüenta caracteres em um símbolo que é legível em 2 ou 3 mm² ”.

 Veja um exemplo abaixo:

Com a utilização do Data Matrix é possível armazenar muito mais informações em um espaço gráfico extremamente pequeno. Com isso, além de resolver o problema de rastreabilidade do cliente, pudemos fornecer um padrão de etiqueta que fosse compatível com as embalagens dos produtos.

A partir desse caso de sucesso começamos a expandir o uso para outros segmentos. Uma vez que a quantidade de armazenamento era grande suficiente, não precisávamos nos limitar a dados somente de rastreabilidade. Foi possível expandir para a automatização de outros processo produtivos.

Podemos, por exemplo, gerar um código Data Matrix para armazenar todo histórico de um processo produtivo dentro de um PCP, gerando um DNA do produto. A leitura deste código de produto armazenaria todo o seu histórico de produção.

Em síntese, o código Data Matrix armazena uma tal quantidade de informação que podemos até deixar nossa imaginação livre para sonhar em como utilizá-lo.

Na era da informação essa é a tendência: mais dados acessíveis e cada vez mais condensados. Economia de tempo e espaço!

WhatsApp chat