Cliente Feliz gasta mais!

Cliente Feliz gasta mais!

“O bom atendimento fideliza os clientes mas a felicidade no relacionamento entre seus clientes e sua empresa, faz com que seus clientes gastem mais.”

Existe uma grande diferença entre atender bem o cliente e deixá-lo feliz. Quando a sua empresa usa recursos de CRM (Customer Relationship Management) e outras ferramentas para garantir o bom atendimento de seus clientes, lembre-se que isto é uma obrigação e não um diferencial. Por mais que alguns de seus concorrentes nem façam o mesmo, sua empresa não pode ser nivelada por baixo. O bom atendimento fideliza os clientes mas a felicidade no relacionamento entre seus clientes e sua empresa, faz com que seus clientes gastem mais

Mas o que é deixar o cliente feliz? Vou roubar uma frase que minha esposa costuma usar com minha filha de 3 anos. Quando minha filha está muito feliz com algum evento, seja um presente ou um passeio, ela costuma dizer que os olhos delas chegam a brilhar. Então podemos afirmar que deixar o cliente feliz é fazer com que seus olhos brilhem. E o que faz os olhos de seus clientes brilharem? A resposta é a empolgação. Procure lembrar das ocasiões em que se sentiu empolgado. As vezes só a lembrança já faz com que você já se sinta melhor. Isso corre porque quando estamos empolgados nosso corpo libera o hormônio da felicidade, a endorfina. Inconscientemente buscamos sempre repetir eventos que nos deram prazer e fizeram liberar endorfina. Vou dar um exemplo prático. O proprietário da loja na qual compro ração animal gosta muito de gestão de empresa, e sempre temos conversas agradáveis sobre o assunto. Então torna-se prazeroso fazer compra nessa loja. Com isso nem percebi até estar escrevendo este artigo, que faz tempo que não pesquiso outras lojas para fazer cotação de preço, e muitas vezes não me limito a comprar apenas ração.

Para exemplificar melhor devemos entender que ao se comercializar um banner com uma margem de 30% de lucro, caso não seja contabilizado na precificação os custos in diretos. Parte desses 30% de lucro será usada para cobrir por exemplo o salário da recepcionista.

Mas empolgar o cliente é muito mais difícil do que ter conversas agradáveis.

• Faça um atendimento personalizado;
• Entrar em contato com o gestor da empresa do cliente pelo menos uma vez por mês com a finalidade de criar um grau de aproximação ;
• Utilizar de ferramentas de pós venda para validar a qualidade do atendimento;
• Ir além da expectativa usando como foco a necessidade do cliente do seu cliente, quando for possível;
• Venda-se para seu cliente, procure sempre deixar claro que ele tem um bom fornecedor;

Para empolgar o cliente você tem que usar de vários instrumentos que pode ser desde uma conversa agradável a uma atitudade além da expectativa que ele espera. Uma dica que passo é tentar se envolver ao máximo com a a necessidade de compra do cliente.

Para se determinar os valores dos custos indiretos devemos abstrair informações de gastos do setor financeiro e diluir pela capacidade produtiva da empresa ou setores. A maneira mais fácil para quem esta começando é amarrar os custos indiretos a centros financeiros ou centros de custos. Para quem quiser ousar se aprofundar poderá fazer um tripe com custos indiretos, centros financeiros ou de custos e plano de contas.

Colocando-se no lugar do cliente fica menos díficil de supreende-lo. Note que usei a expressão menos dificil e não mais fácil. Conseguir que seus colaboradores executem essa idéia é muito complicado, porque além de comprar a idéia tem que existir o talento para executá-la. Mas afirmo por experiencia propria que funciona e muito. Uma maneira inicial de se colocar em prática é ter um colaborador na sua empresa extremamente qualificado que possa fazer a ponte entre seus clientes e sua equipe comercial. Um profissional de GNAC (Gerenciamento das Necessidades e Atendimento do Cliente). Percebam que o que estou falando vai muito além de pós venda e CRM. Em resumo, se é que é possível resumir, é conseguir prestar um atendimento personalizado, de uma forma mais pessoal e as vezes informal, que consiga entender as reais necessidade de compra do que cliente e consequentemente ir além da expectativa, fazendo os olhos dos cliente brilharem.

Não existe uma fórmula magica para deixar seus clientes mais felizes, mas existem algumas linhas de ações que podem ser tomadas para ajudar a descobrir o “caminho das pedras”:

Entender o motivo da compra do cliente para poder vender o produto ou serviço mais indicado;
• Manter um grau de proximidade com o cliente, mantenha um contato frequente;